12/12/2016

PORTUGAL – 1928 – 1929 – Ceres, com sobretaxa (9)


Encontram-se à venda na eBay dois selos ceres sobretaxados, do 10C s/ ¼C, sépia, denteado 12 x 11 ½, com sobrecarga invertida.


As sobrecargas são falsas.

É para mim, a sobretaxa invertida que aparece mais frequentemente sobre selos do ¼ C, sépia, em vários tipos de papel, sendo o papel acetinado o mais usual.

Estes selos aparecem com muita frequência à venda em leilões ou comerciantes. São vendidos como se de um autêntico erro se tratasse.

Vejamos então:

Oliveira Marques relativamente a esta série dos selos Ceres sobretaxados/sobrecarregados, não indica grandes anomalias na sua impressão, não relatando a existência das sobretaxas/sobrecargas invertidas.

Carlos Trincão considerava que as inversões das sobretaxas eram todas falsas. Castro Brandão refere-nos isso mesmo. No entanto, no seu estudo apresentado em “Variedades dos Selos de Tipo Ceres e Lusíadas do Continente” publicado na edição do Mercado Filatélico do Norte de Portugal – Porto - 1942, referencia a existência, na série, de selos com sobretaxa invertida.

A variedade das sobretaxas invertidas não é referida no catálogo Simões Ferreira nem no catálogo Eládio de Santos. Esta “variedade” aparece apenas catalogada, em meados dos anos 80, nos catálogos Afinsa.

Olhando para esta sobrecarga/sobretaxa, parece deduzir-se com facilidade o que terá ocorrido. A ideia é de que aquando da impressão da sobrecarga/sobretaxa, a folha ou folhas teriam entrado na impressora, invertidas, o que aparentemente parece ser uma situação possível. Mas, tenho para mim, que a ocorrer tal situação, teriam aparecido, também, outros tipos de sobrecargas.

Analisei, para além de exemplares meus, também alguns exemplares de colecionadores e comerciantes amigos que me facultaram a sua observação e a conclusão a que cheguei, relativamente a todos os exemplares que observei, é de que são todos falsos.
Observando atentamente alguns selos com este tipo de sobrecargas/sobretaxas, deparamo-nos com carateres tipográficos deslocados da sua verdadeira posição.
Uma das caraterísticas frequentemente encontrada é a letra C inclinada à esquerda.

Nos dois exemplares que deram origem a este tópico, são bem percetíveis estes pontos:


A tinta utilizada também difere da originalmente utilizada, embora em observação isolada seja difícil a sua deteção, pelo que este tipo de observação deve ser feito em simultâneo com exemplares normais e recorrendo a uma boa lupa.

Observe-se, para análise, as sobrecargas ampliadas: A imagem superior corresponde a sobrecarga genuína. A imagem inferior a uma sobrecarga falsa:





É notória a diferença entre uma e outra.
Acredito também que se uma folha de sobretaxas invertidas tivesse chegado às mãos de um colecionador ou mesmo de um comerciante, este não desdenharia vangloriar-se com o pequeno troféu que essa folha apresentava.



Sem comentários:

Publicar um comentário