13/10/2016

PORTUGAL - 1928-1929 - Ceres, com sobretaxa (1)


Ocasionalmente, têm aparecido em leilões, alguns blocos ou pares verticais, do selo de 10C s/ ¼C, sépia, com o valor omitido.

Imagem LPD

Tratam-se de facto de peças bonitas à vista e ocorre-nos a ideia de que aquando da impressão da sobretaxa a margem inferior estaria dobrada para cima, de forma a receber a impressão no verso da mesma, facto que fazia omitir a sobretaxa na última fila da folha.

Imagem LPD


As descrições das peças apresentadas nos respetivos leilões, normalmente apresentam-nas como RARA e MUITO BONITA. Como as peças exibem uma excelente apresentação, por impulso, compra-se a peça sem se olhar à sua genuinidade.
Interroguemo-nos:

Terá sido possível ocorrer um erro desta natureza? Dificilmente e pelo menos com tanta perfeição. E porquê? As folhas dos selos não são perfuradas até à margem, o que dificulta a sua dobragem acidental. E, mesmo que a margem dobrasse, esta teria tendência em desdobrar quando entrasse na máquina para impressão, o que, julgo, provocaria uma má impressão da sobretaxa.



Mas a questão central está na sobretaxa em si. Os caracteres tipográficos não se encontram devidamente montados, divergindo na posição em relação aos selos normais. As barras, algarismos e letras, nos selos normais, encontram-se devidamente centrados e mantêm distanciamentos próprios entre si, formando um conjunto homogéneo sobre cada selo, cuja posição do conjunto pode ter oscilações de posição entre selos da mesma folha, mas não entre o conjunto dos carateres tipográficos da sobretaxa. Isto não se verifica nos blocos dos selos de sobretaxa omitida, como pode ser observado em qualquer um deles.

Uma pequena elucidação:
Sobretaxas normais
Sobretaxas falsas - Imagem CFP


Sem comentários:

Publicar um comentário